Esse é o blog do Ospália. Aqui você poderá ver o que acontece e o que não acontece nos projetos Ospaliantes. Além de informações variadas sobre palhaços e arte de maneira geral.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Vem aí o festival da menor máscara do mundo: 2º Ospália – Encontro de Palhaços.



PROGRAMAÇÃO


Espetáculos, lançamento de livro e revista Ospália, músicas, oficinas teatrais e muita palhaçada. É assim que está a programação do 2º Ospália – Encontro de Palhaços, um festival repleto de arte e bom gosto! A abertura oficial será dia 26 de outubro, na Praça Vidal Ramos, no Centro de Itajaí, com a palhaceata, que inicia às 15h e segue para o Calçadão da Hercílio Luz. Já às 20h, do mesmo dia, o Teatro Municipal de Itajaí transforma-se em picadeiro. A Cia. Pé de Vento Teatro, de Florianópolis, apresenta a peça Bom Apetite, cheia de humor e uma interpretação primorosa do ator Pépe Nuñez. A programação conta com 15 apresentações, lançamento da revista "Ospália", lançamento do livro "Palhaços do nosso povo" de Maria Lulú e Monique Franco (SP), duas oficinas teatrais, uma sobre o Teatro de Rua e a outra com uma das figuras carimbadas do universo circense, Clerouak, e ainda com a participação da Trupe Sonora Casa de Orates.




Agende-se e mostre o seu nariz!




Oficinas




Oficina Teatro de Rua


com Toni Edson (Salvador-BA)


A oficina é gratuita. Apenas pedimos, em troca, a participação no dia 26 às 15h, da Palhaceata de abertura do II Ospália Encontro de palhaços


Data: 23 à 26 de Outubro


Local: Univali e Teatro Municipal de Itajaí


Horário: Univali Dia 23 das 14h até às 18h


No Teatro Municipal dias 24,25 e 26 das 8h até as 12h


Informações e inscrições: ospalia@gmail.com ou pelo fone: (47) 99466070


Sinopse: Estudar e conhecer o Teatro de Rua através de sua história e de exercícios técnicos para performance em espaços abertos, investigar as possibilidades do Teatro Popular de Rua e a criação coletiva, e compreender como o movimento de Teatro de Rua nacional tem se articulado.




UORK SHÓKI


com Clerouak (São Paulo-SP)


Data: 27 e 28 de Outubro


Local: Teatro Municipal de Itajaí


Horário: das 9h até as 12h


Informaçõese inscrições: ospalia@gmail.com ou pelo fone: (47) 99466070


Sinopse: O palhaço, figura símbolo do universo circense, mora há muitos anos no inconsciente do povo brasileiro, e porque não, da humanidade. Basta um palhaço sair às ruas que praticamente muda o olhar cotidiano das cidades. As pessoas gostam do palhaço, principalmente o brasileiro, que parece sempre se identificar com esse artista tradicional. A cada esquina que dobramos existe sempre um personagem cômico, seja no jeito de andar, falar ou se vestir. Enfim, o brasileiro se torna muitas vezes um cômico na essência da palavra. A oficina acontece através de um processo, onde cada aluno conhecerá a essência do seu palhaço. Vamos colocar o aluno frente a situações, onde usará a menor mascara do mundo, o nariz do palhaço, para explorar sua espontaneidade, criatividade, flexibilidade, sensibilidade... Para que no final se revele uma alma.


Encontro




Palhaceata de Abertura


Cortejo de palhaços pelo Calçadão Hercílio Luz


Data: 26 de Outubro


Local: Ínicio na Praça do Pier Turístico ( Praça Vidal Ramos)


Horário:15h


Ingresso: Entrada Franca


Classificação: Livre


Informações: ospalia@gmail.com ou pelo fone: (47) 99466070






Espetáculo: Bom Apetite


Cia Pé de Vento Teatro (Ilha da Magia-SC)


Data: 26 de Outubro


Local: Teatro Municipal de Itajaí


Horário: 20h


Ingressos: 10 reais-inteira 5 reais-meia


Classificação: Livre


Informações: ospalia@gmail.com ou pelo fone: (47) 99466070


Sinopse: Reelaborando cenas e situações clássicas dos cômicos populares e usando recursos da tradição cômico-circense, este palhaço com nariz vermelho e um estilo franco e descontraído, convida o público a participar ativamente das cenas, compartilhando sempre o lado ridículo e inocente do ser humano.
"Bom Apetite" é um espaço de brincadeira, um espetáculo aberto para todas as idades. Jogos e cumplicidade marcam o compasso na orquestra que formam público e palhaço, e rindo de si mesmos, trazem à tona o que todos nós temos de mais irreverente, descontraído e ingênuo.


No "cardápio" da peça tem música, mágica, malabarismo, jogos coletivos e, naturalmente, muito humor.




Irmandade dos Palhaços e Piratas


Data: 26 de outubro


Local: Mr. Miles Samba's House


Horário: 22h


Couvert Artístico: 5 reais




Espetáculo: Barrica Poráguabaixo


Palhaça Barrica (Chapecó-SC)


Data: 27 de outubro


Local: Calçadão Hercílio Luz


Horário: 16 horas


À Chapéu (Contribuição Espontânea)


Classificação: Livre


Informações: ospalia@gmail.com ou pelo fone: (47) 99466070


Sinopse: A Palhaça Barrica quer ir a praia e isso é um bom motivo para atrapalhações. Num lugar de proximidade com o público e utilizando-se de recursos concretos e imaginários, a Palhaça lança mão de toda a sua graça e sensibilidade para vencer os limites impostos pelos padrões a fim de alcançar o prazer e a alegria em momentos de pura brincadeira consigo mesma e com a platéia.


Espetáculo: Riscado


Cia Andante (Itajaí-SC)


Data: 27 de Outubro


Local: Teatro Municipal de Itajaí


Horário: 20h


Duração 45min


Ingressos: 10 reais-inteira 5 reais-meia


Classificação: 14 anos


Informações: ospalia@gmail.com ou pelo fone: (47) 99466070


Sinopse: Uma Grande atração acontecerá.


Guti e Póc são os responsáveis pela organização do show.


Tudo tem que estar perfeito à espera da Grande atração.


Enquanto ela não chega, os palhaços tratam de distrair o público, afinal, eles "entendem" do riscado!





Irmandade dos Palhaços e Piratas


Com Vila Bossa Jazz (Blumenau-SC)


Data: 27 de outubro


Local: Mr. Miles Samba's House


Horário: 22h


Couvert Artístico: 5 reais


Informações: ospalia@gmail.com ou pelo fone: (47) 99466070




Espetáculo: Gringa Errante


Palhaça Palitolina (Porto Alegre –RS)


Data: 28 de outubro


Local: Calçadão Hercílio Luz


Horário: 16h


À Chapéu (Contribuição Espontânea)


Classificação: Livre


Informações: ospalia@gmail.com ou pelo fone: (47) 99466070


Sinopse: Palitolina é assim, magrela. Tem pernas compridas. E finas. Fiiiiiinas! O espetáculo solo de rua traz a palhaça Palitolina interagindo e se atrapalhando no encontro com personagens e bonecos inusitados. Com poucas palavras e composta de números próprios, a montagem privilegia o riso em uma esfera poética e contagiante.




Espetáculo:As Três Irmãs


Traço Cia de Teatro (Ilha da Magia – SC)


Data: 28 de outubro


Local: Teatro Municipal de Itajaí


Horário: 20h


Ingressos: 10 reais-inteira 5 reais-meia


Classificação: 12 anos


Informações: ospalia@gmail.com ou pelo fone: (47) 99466070


Sinopse: A peça discorre sobre o desejo das irmãs Olga, Maria e Irina de retornarem à cidade natal, de onde saíram com o pai, general militar, há onze anos. Ainda mais importante que o plano dos acontecimentos, porém, é a exposição dos conflitos que se estabelecem entre o plano da vida material – o cotidiano da vida humana – e o plano espiritual – a eternidade. O espetáculo, fruto da pesquisa de mestrado desenvolvida pela diretora em Prática Teatral pela ECA/USP e encenado pela Traço Cia. de Teatro de Florianópolis, aborda o clássico texto do dramaturgo russo Anton Tchékhov a partir da técnica do clown.




Irmandade dos Palhaços e Piratas


Com Trio Forrozão do Serjão (Itajaí-SC)


Data: 28 de outubro


Local: Mr. Miles Samba's House


Horário: 22h


Couvert Artístico: 5 reais


Informações: ospalia@gmail.com ou pelo fone: (47) 99466070




Espetáculo:
Clov's O Internacionavel


Teatro Lá Nos Fundos (Criciúma-SC)


Data: 29 de Outubro


Local: Calçadão Hercílio Luz


Horário: 11 horas


À Chapéu (Contribuição Espontânea)


Classificação: Livre


Informações: ospalia@gmail.com ou pelo fone: (47) 99466070


Sinopse: Fãs do mundo inteiro apresentamos, poxa apresentar uma figura tão famosa é muita pretensão. Falastrão e exigente - "como todo astro deve ser" – (palavras do próprio artista) e que tem em seu público um parceiro ideal, público este que tem "o privilégio de ter sido escolhido para assisti-lo", um privilégio para poucos o mais Internacionável dos Internacionáveis, Clóv's, em sua última apresentação de uma turnê mundial, mostrará sua grandiosa composição musical. Esplendorosamente magnânimo como só ele mesmo sabe ser, Clov's o INTERNACIONÁVEL fará dos instantes que antecedem a apresentação da composição musical um divertido jogo aonde palhaço e platéia conduzem juntos o espetáculo.




Lançamento da "Revista Ospália" (Itajaí-SC) e lançamento em Itajaí do Livro "Palhaços do nosso povo" - Maria Lulú e Monique Franco (São Paulo-SP)


Data: 29 de outubro


Local: Livraria CasAberta


Horário:14 horas


Ingresso: Entrada Franca


Informações: ospalia@gmail.com ou pelo fone: (47) 99466070




Espetáculo: Palhaço Colorim


Com Palhaço Colorim (Argentina)


Data: 29 de Outubro


Local: Praça do Pier Turístico (Praça Vidal Ramos)


Horário: 16h




Espetáculo: Cabaré Sortido


Cia2emCena(Recife-PE), Ospália (Itajaí-SC), Malabaristas Caco e Crica (Blumenau-SC), Boca Apimentada (Itajaí-SC), Ensamble PA (Baln. Camboriú-SC), Traço Cia de Teatro (Ilha da Magia-SC) e Palhaça Barrica (Chapecó –SC)


Data: 29 de Outubro


Local: Mr. Miles Samba's House


Horário: 20h


À Chapéu (Contribuição Espontânea)


Informações: ospalia@gmail.com ou pelo fone: (47) 99466070




Irmandade dos Palhaços, Piratas e Bruxas –


com Trupe Sonora Casa de Orates (Itajaí-SC)


Data: 29 de outubro


Local: Mr. Miles Samba's House


Horário: 22h


Couvert Artístico: 10 reais




Cerimônia do Chá e do Rum


Palhaços e Piratas (assumidos ou não) de vários lugares do mundo


Data: 30 de Outubro


Local: Livraria CasAberta


Horário: 14h


Ingresso: Entrada Franca


Sinopse: Essa é uma conversa sobre palhaçaria e como conversas não podem ser previstas não há sinopse. Mas podemos revelar que iremos focalizar no que é a palhaçaria e como ela é feita em diferentes lugares. Estarão presentes palhaços de vários lugares do mundo.




Espetáculo:
Cantando para Subir!


Clerouak e Maria Lulú Azul (São Paulo-SP)


Data: 30 de outubro


Local: Teatro Municipal de Itajaí


Horário: 19h


Ingressos: 10 reais-inteira 5 reais-meia


Clasificação: Livre


Sinopse: A música brasileira genuína é linda, mas pouca gente conhece e dá valor. O espetáculo cantando para subir é um trabalho onde através do jogo do palhaço é feito um desfile de belezas musicais como toadas de Cavalo Marinho, Cirandas de Parati, Folias de Reis, juntamente com composições próprias. Uma "sambada" que dá gosto de ver, ouvir e sambar.



Irmandade dos Palhaços e Piratas – Cortejo de encerramento do encontro


Com Grupo de Maracatu Encanto do Sul


Data: 30 de outubro


Local : Teatro Municipal de Itajaí (Ínicio) e Praça da Beira Rio (Fim)


Horário: Ínicio às 20h 30 min


Ingresso: Entrada Franca

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Cabaré Sortido






O Cabaré Sortido é um evento multicultural, promovido pelo projeto ospália, que une a palhaçaria à outras linguagens, tais como o teatro, malabarismo, música e literatura. Conta conta com a participação dos seguintes artistas:

Apresentação - Mestre Banana
Músicos - Carlos Schurube (cordas), Matias Gatto (Sopro)
A Dança do póc e da Guti - Cia Andante
Improvisação - Grupo Boca Apimentada
Ode ao clube dos desgraçados - Trampolino
Réquiem para Elias - Trampolino
Malabarismo - Malabaristas Caco e Crica
Diálogos Brejeiros - San de alma Brejeira
Malabarismo - Malabaristas Dylan e Carol
Cidadão Cósmico - Poeta Elton

Couvert Artístico: 9 reais




Dia 10 de Julho às 19h




Bar túnel do tempo (pertinho do Teatro Municipal de Itajaí) – Rua Expedicionário Marquetti, 144 Fazenda –Itajaí -SC

Quem ir ganha um abraço do Mestre Banana.

Realização: Ospália

http://www.ospalia.blogspot.com/
http://tuneldotempopetiscaria.blogspot.com/


quinta-feira, 30 de junho de 2011

O primeiro mês de Ospália está indo embora. Pouca movimentação blogueira, mas ótima nos encontros. Muito Friooooooo!!!
Programando a primeira intervenção urbana. E jogando nas manhãs e tardes de inverno.

domingo, 19 de junho de 2011

Blogue do Renêias

http://renecarvalho.blogspot.com/

Esse é o link para o Blogue do Renê. O Renê foi um dos ospaliantes durante o ano passado. E agora está no Rio de janeiro mergulhando em sua pesquisa com o palhaço Marcio Libar. Além do Renê, Tivemos também Jô e Laércio que hoje estão prestes a estreiar o seu espetáculo Riscado. Wilson e Marcela que nem sei onde estão.... E Janine que está preservando. Além é claro do james que continua "tentando e desistindo" e desse que vos escreve Charlão Augustito de Oliveirex.

domingo, 5 de junho de 2011

Novo ciclo Ospália

Essas são as pessoas que começarão um novo ciclo do Ospália:

Terça Feira (Manhã):
Wladimir Antonio Mafra
Paulo Henrique Silva
Mariane Ribeiro Denegredo
Mayara Luana Voltolini
Marlene Roque de Freitas
Luiz Diogo Souza Silva
Lueci Leal Ledoux
Leone Silva
Felipe Luciano Laurêncio de Souza
Beatriz Helena Barbato
Beatriz Costa Alvarez

Quinta feira (Tarde):

Jo Fornari
laercio Amaral
Mayara Luana Voltolini
Germano Tambosi
Nathara Heloise Vieira
Alexandre Donisete Aleixo
Dylan
Caroline

sábado, 28 de maio de 2011

Inscrições prorrogadas

As inscrições para o Coletivo de palhaços em pesquisa estão prorrogadas até 03 de junho.
Ainda restam vagas.

Para mais informações é só mandar um e-mail para ospalia@gmail.com

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Começo do Coletivo de palhaços em pesquisa

Ospália convida para o:

  - Coletivo de palhaços em pesquisa

O que é: é um grupo aberto para todos aqueles que querem  aprofundar os estudos na linguagem do palhaço. Os encontros acontecerão na quinta à tarde entre as 14h30min as 18 horas e/ou na terça de manhã entre as 8h 30min e 12h, com a orientação de Charles Augusto (Itajai -SC),juntamente com um processo de auto-formação e o acompanhamento da Traço Cia de Teatro (Florianópolis - SC). A participação pode ser nos dois horários ou em um só horário.

No decorrer dos estudos cada integrante do coletivo terá que desenvolver um trabalho artístico (sozinho ou em conjunto) e um texto (artigos, poema, conto, crônica...) que deverão ser apresentados no final do processo. Além de participar das atividades propostas em consenso.

Para reforçar o trabalho do grupo ocorrerá:

1-Em junho uma vivência de auto-gestão e coletividade com Fabio Veronesi (Florianopolis-SC)

2-Em julho um retiro com uma oficina de palhaço com Márcio Libar (Rio de janeiro –RJ) Essa oficina estará aberta a pessoas de fora do projeto e não é obrigatória a participação nele de quem está no coletivo.

3-Em outubro uma oficina de teatro de rua com Toni Edson (Salvador- BA) Essa oficina estará aberta a pessoas de fora do projeto e não é obrigatória a participação nele de quem está no coletivo.

Ao final do processo será apresentado o trabalho desenvolvido pelos "palhaços-pesquisadores". E será publicada uma revista com os textos produzidos por cada integrante.

Pré-Requisitos: O que é necessário é boa vontade, fraternidade, autodisciplina, vontade de jogar e brincar.

Inscrições: As inscrições vão até dia 27 de maio. Para fazer a inscrição deve-se mandar um e-mail para ospalia@gmail.com com a ficha de inscrição em anexo preenchida.

O limite de vagas é de 12 integrantes em cada horário. Caso se ultrapasse o número máximo, haverá uma seleção. Se houver seleção, o resultado será divulgado no dia 28 de maio, no blogue: www.ospalia.blogspot.com

 
 

Local: Os encontros serão em Itajaí na sede da Cia. Experimentus na Rua Getulio Vargas, 705 bairro São Judas.

Inicio: 7 de junho para o grupo de terça-feira

          9 de junho para o grupo de quinta-feira

 
 

Realização: Ospália

Parceria: Cia. Experimentus, Arya Yoga, Cia. Andante, Sala Verde
Patrocínio:Lei de Incentivo à cultura, Fundação Cultural de Itajaí , Prefeitura Municipal de Itajaí.


 Vamos agitar com a palhaçaria.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

EM BLUMENAU! Nos Primeiros Tropeços - Curso de Clown







Inscrições podem ser feitas pelo e-mail ospalia@gmail.com ou pelo fone 99466070 (Charles)



Apresentação :



Sobre o Clown*

Federico Fellini



“O clown encarna os traços da criatura fantástica, que exprime o lado irracional do homem, a parte do instinto, o rebelde a contestar a ordem superior que há em cada um de nós.É uma caricatura do homem como animal e criança, como enganado e enganador. É um espelho em que o homem se reflete de maneira grotesca, deformada, e vê a sua imagem torpe. É a sombra.O clown sempre existirá. Pois está fora de cogitação indagar se a sombra morreu, se a sombra morre.Para que ela morra, o sol tem de estar a pique sobre a cabeça. A sombra desaparece e o homem, inteiramente iluminado, perde seus lados caricaturescos, grotescos, disformes. Diante duma criatura tão realizada, o clown, entendido no aspecto disforme, perderia a razão de existir. O clown, é evidente, não teria sumido, apenas seria assimilado. Noutras palavras, o irracional, o infantil, o instintivo já não seriam vistos com o olhar deformador que os torna disformes.Por acaso São Francisco não definiu a si mesmo como jogral de Deus?Lao Tsé afirmava: Quando produzas um pensamento, te ri dele.”



*Este texto é um excerto do comentário que fez Fellini a seu filme I Clowns, feito para a televisão em 1970. In ""Fellini por Fellini", L&PM Editores Ltda., Porto Alegre, 1974, págs. 1-7. Tradução de Paulo Hecker Filho.




O curso:


Partindo dessa reflexão o curso visa estimular o contato do índividuo com seus aspectos ingênuos e rídiculos que normalmente são escondidos no cotidiano tendo como principal objetivo a relação desses aspectos (rídiculos e ingênuos) com o espectador. Tudo isso num ambiente de coletividade.


O curso também tem como objetivos.


1-Incentivar a relação de confiança entre o grupo e promover um ambiente de descontração, espontaneidade através de jogos e brincadeiras


2-Despertar o corpo para o jogo cênico através de exercícios corporais que viabilizem um estado de atenção e espontaneidade própio para o trabalho.


3- Experimentar príncipios essenciais ao trabalho de palhaçaria como a triângulação (Foco-Percepção-Ação), a entrega, a relação direta com público. Além do contato com a menor máscara do mundo ( o nariz vermelho).



O trabalho prático de experimentação é a base do curso embora também seja trabalhado referências teóricas e discussões a partir delas. As discussões teóricas podem ser acompanhadas de quitutes, café, chá, suco...O Trabalho prático será exercitado através de Exercícios corporais, jogos e brincadeiras, atividades de exposição pessoal, sensibilização e improvisações cênicas.



Currículo resumido:


Charles Augusto de Oliveira é palhaço, pesquisador e coordenador do projeto Ospália – Coletivo de palhaços em pesquisa (http://www.ospalia.blogspot.com/), também coordenou o 1° Encontro de palhaços de Itajaí em Novembro de 2010. Iniciou o trabalho com o teatro em 2002, participando, desde então, de vários espetáculos: “O noviço”, O Rapto das Cebolinhas”, “O filhote de elefante”, “Uhuú a História é nossa” entre outros. Formou-se na prática da linguagem da comédia através de intervenções urbanas e montagem de espetáculos de palhaço, fez cursos com Pepe Nunes (Florianópolis), Marianne Consentino (Recife), Ângela de Castro (Londres), James Beck (Blumenau), Ricardo Puccetti (Campinas), Ésio Magalhães (Campinas), entre outros. Em 2010 apresentou o espetáculo clown “Faca de dois (Le)gumes (Blumenau-SC), e no mesmo ano apresentou o Cabaré Ospália dentro da programação do 1° Encontro de palhaços de Itajaí, atualmente apresenta a performance palhacística “AEROSTATO”.



Grande Abraço

Charles Augusto

EI VOCÊ! É, você mesmo...dona palhaça!

Palhaças do meu Brasil Varoníl, tem um espaço só pra gente!!!
 
Acessem o blog http://mulherespalhacas.blogspot.com



e digam a que vieram!!!

E tenho dito.

beijinhos da PÓC

sábado, 26 de março de 2011

Oi genteeee, tô passando aqui pra registrar minhas impressões sobre a palhaçeata que ocorreu hoje no calçadão de Itajaí em homenagem ao Dia Nacional do Circo e dia Mundial do Teatro.
Pois é, eu fui lá e botei meu nariz vermelho pra fungar, pra ver qual era, com a cara branca e a coragem -escondida no início - mas foi só chegar ali na praça da igrejinha velha, que tudo mudou.
Ali eu conheci outros palhaços, uma palhaça enorme, tão alta quanto uma girafa, um palhaço padre, um palhaço de turbante na cabeça e incenso na mão, o famoso Pimentão, e mais um casal de palhaços.

Que alegria! E ela só foi aumentando a medida que andávamos pelo calçadão.

É claro que algumas pessoas não gostaram das nossas palhaçadas e algumas crianças se assustaram. Eu fazia bolinhas de sabão pra alegrar a criançada, e consegui fazer com que alguns sorrisos se abrissem. Mas algumas pessoas se sentiram incomodadas com a nossa presença. Algumas se desviavam das bolinhas de sabão e andavam com pressa. Mas a grande maioria se divertiu muito com as nossas intervenções e improvisações.

E a história se criava a cada instante, a cada momento, com o que víamos ali mesmo. Parece que com um nariz vermelho a gente perde a vergonha, rs.

A experiência foi maravilhosa e depois de toda a brincadeira, quando eu cheguei no Univital pra trabalhar, estava mais zen que um monge budista. É muito bom rir e fazer os outros sorrirem!

Agora me vem a cabeça um pensamento interessante pra se registrar aqui. Das vezes em que estive do outro lado. Várias vezes já me aconteceu, andando pelas ruas das cidade em que passei, esbarrar com intervenções de palhaços. E eu apertava o passo, com medo de que me usassem como peça das suas peças e parecesse ridícula aos outros.

Há bem pouco tempo atrás, eu achava os circos, os lugares mais sem-graça do planeta - apesar de nunca ter visitado um - e detestava palhaços. O que será que me fez mudar de idéia?

Eu não consigo me lembrar do momento em que mudei de opinião, eu só sei que fazer palhaçada é muito bom. E quero continuar. Distribuir gargalhadas e fazer com que os outros sejam contaminados por essa alegria é emocionante!


Helena



quarta-feira, 23 de março de 2011

Dia Nacional do Circo em Itajaí

Dia 27 de Março é o Dia Nacional do Circo em homenagem ao palhaço Piolin e dia Mundial do teatro.
O ospália estará realizando junto com os amigos a Palhaceata Mostre seu nariz!
A palhaceata é aberta a todos. O importante é vir para celebrar. Mesmo que esteja sem o nariz vermelho, venha com o seu próprio aquele de nascença...
E Respire...
A concentração será às 10h do Sábado dia 26 de Março ( Comemoração antecipada). Na Praça Vidal Ramos em frente a Igrejinha Imaculada Conceição. E palhacearemos pelo Calçadão Hercilio Luz Até próx. à Casa da Cultura.

Dia Nacional do Circo em Itajaí

Dia 27 de Março é o Dia Nacional do Circo em homenagem ao palhaço Piolin e dia Mundial do teatro.
O ospália estará realizando junto com os amigos a Palhaceata Mostre seu nariz!
A palhaceata é aberta a todos. O importante é vir para celebrar. Mesmo que esteja sem o nariz vermelho, venha com o seu próprio aquele de nascença...
E Respire...
A concentração será às 10h do Sábado dia 26 de Março ( Comemoração antecipada). Na Praça Vidal Ramos em frente a Igrejinha Imaculada Conceição. E palhacearemos pelo Calçadão Hercilio Luz Até próx. à Casa da Cultura.

sexta-feira, 18 de março de 2011

Iniciou hoje Curso de Clown “Nos primeiros tropeços”




Reportagem do blogue do setor de Arte e Cultura da UNIVALI

Por Marcia Peixe

A sala multiuso da Biblioteca Central da UNIVALI foi o cenário para a primeira aula do curso de Clown "Nos primeiros Tropeços". Logo pela manhã, por volta das oito horas os participantes começaram chegar. As almofadas dispostas em forma de círculo deram ao ambiente um aspecto de integração.
O primeiro passo foi á apresentação, o grupo foi convidado a falar um pouquinho sobre sua vida, sua trajetória e em seguida desafiado á ir ao centro do círculo e fazer algo que "Seja Bem Feito". Essa foi à dinâmica escolhida pelo professor Charles Augusto, coordenador do curso. A proposta fez com que os participantes trocassem experiências e demonstrassem o que há de melhor em cada um.
O curso é de modo geral, uma ferramenta para descobrir, aperfeiçoar e preencher lacunas que existe dentro de cada pessoa. O que pode ser visto entre os participantes é gosto em comum pela arte e a fascinante busca pelo sorriso, sem distinção de classe social, gênero, faixa etária ou área profissional.
As aulas que iniciaram hoje, sexta-feira 18 de março, são ministradas na sala multiuso 03 da Biblioteca Central na UNIVALI Itajaí. O término do curso está previsto para o dia 10 de junho. Mais informações: (47) 9946-6070

quarta-feira, 2 de março de 2011

Nos Primeiros Tropeços... - Curso de Clown




Ministrante: Charles Augusto


Apresentação :


Sobre o Clown* (Federico Fellini)

"O clown encarna os traços da criatura fantástica, que exprime o lado irracional do homem, a parte do instinto, o rebelde a contestar a ordem superior que há em cada um de nós.

É uma caricatura do homem como animal e criança, como enganado e enganador. É um espelho em que o homem se reflete de maneira grotesca, deformada, e vê a sua imagem torpe. É a sombra.
O clown sempre existirá. Pois está fora de cogitação indagar se a sombra morreu, se a sombra morre.
Para que ela morra, o sol tem de estar a pique sobre a cabeça. A sombra desaparece e o homem, inteiramente iluminado, perde seus lados caricaturescos, grotescos, disformes. Diante duma criatura tão realizada, o clown, entendido no aspecto disforme, perderia a razão de existir. O clown, é evidente, não teria sumido, apenas seria assimilado. Noutras palavras, o irracional, o infantil, o instintivo já não seriam vistos com o olhar deformador que os torna disformes.
Por acaso São Francisco não definiu a si mesmo como jogral de Deus?
Lao Tsé afirmava: Quando produzas um pensamento, te ri dele."

*Este texto é um excerto do comentário que fez Fellini a seu filme I Clowns, feito para a televisão em 1970. In ""Fellini por Fellini", L&PM Editores Ltda., Porto Alegre, 1974, págs. 1-7. Tradução de Paulo Hecker Filho.

O curso:


Partindo dessa reflexão o curso visa estimular o contato do índividuo com seus aspectos ingênuos e rídiculos que normalmente são escondidos no cotidiano tendo como principal objetivo a relação desses aspectos (rídiculos e ingênuos) com o espectador. Tudo isso num ambiente de coletividade.


O curso também tem como objetivos.

1-Incentivar a relação de confiança entre o grupo e promover um ambiente de descontração, espontaneidade através de jogos e brincadeiras

2-Despertar o corpo para o jogo cênico através de exercícios corporais que viabilizem um estado de atenção e espontaneidade própio para o trabalho.

3- Experimentar príncipios essenciais ao trabalho de palhaçaria como a triângulação (Foco-Percepção-Ação), a entrega, a relação direta com público. Além do contato com a menor máscara do mundo ( o nariz vermelho).

O trabalho prático de experimentação é a base do curso embora também seja trabalhado referências teóricas e discussões a partir delas. As discussões teóricas podem ser acompanhadas de quitutes, café, chá, suco...

O Trabalho prático será exercitado através de Exercícios corporais, jogos e brincadeiras, atividades de exposição pessoal, sensibilização e improvisações cênicas.

Currículo resumido:

Charles Augusto de Oliveira é palhaço, pesquisador e coordenador do projeto Ospália – Coletivo de palhaços em pesquisa (www.ospalia.blogspot.com), também coordenou o 1° Encontro de palhaços de Itajaí em Novembro de 2010. Iniciou o trabalho com o teatro em 2002, participando, desde então, de vários espetáculos: "O noviço", O Rapto das Cebolinhas", "O filhote de elefante", "Uhuú a História é nossa" entre outros. Formou-se na prática da linguagem da comédia através de intervenções urbanas e montagem de espetáculos de palhaço, fez cursos com Pepe Nunes (Florianópolis), Marianne Consentino (Recife), Ângela de Castro (Londres), James Beck (Blumenau), Ricardo Puccetti (Campinas), Ésio Magalhães (Campinas), entre outros. Em 2010 apresentou o espetáculo clown "Faca de dois (Le)gumes (Blumenau-SC), e no mesmo ano apresentou o Cabaré Ospália dentro da programação do 1° Encontro de palhaços de Itajaí, atualmente apresenta a performance palhacística "AEROSTATO" .

A arte do palhaço conquista Itajaí


Reportagem publicada no Jornal Cobaia da UNIVALI em 30 de junho de 2010. A mesma matéria pode ser encontrada no site do setor de Arte e Cultura da UNIVALI.

Por Camila Gonçalves e Clara Rosália

O público é seleto, cerca de 25 pessoas. A maioria ligada ao teatro. Toc, toc, toc... A plateia, ao lado de fora, olha espantada para a porta, que se mantém fechada. Toc, toc, toc... O barulho vem de dentro.

- Oh gente, quando eu bater é pra vocês entrarem, tá!?.

A fala é de um jovem caracterizado de palhaço pouco depois de abrir a porta.
Nem palco, nem picadeiro. A passagem é para uma sala no Serviço Social do Comércio (Sesc) de Itajaí, onde jovens atores aguardam a entrada da plateia. Esta é a terceira oficina de palhaço no município - a segunda ministrada pela atriz argentina Laura Correa, de 33 anos. Hoje, a arte do palhaço também é conhecida como Clown, palavra de origem inglesa já introduzida na Língua Portuguesa.

O estudo sobre palhaços vem conquistando os atores da cidade. Segundo o responsável pelo setor de cultura do Sesc, Marcelo Moraes, a primeira oficina específica sobre o tema no município foi em 2008. E o estudo especializado começou bem, tendo como professor, nada menos que o ator Pepe Nuñez. Nascido na Espanha, veio para Florianópolis em 2000 e é considerado um dos maiores palhaços do Brasil e reconhecido internacionalmente. Este ano, voltou a Itajaí para continuar a formação de Clowns com uma segunda oficina.

O ator e diretor Valentim Shmoeler, de 54 anos, comenta que a vinda de Pepe Nuñez a Itajaí instigou os jovens a se aprofundarem na arte de fazer rir. Mas lembra que há décadas o palhaço está presente no meio artístico da cidade, inserido em peças teatrais. Muitas vezes, explica Valentim, trabalha nas suas montagens com o palhaço, de uma forma sutil, sem o adereço mais característico do personagem, o nariz. Charles Chaplin é um grande exemplo de palhaço que dispensou o narigão vermelho. “Tomara que essa moda pegue pra valer, que se leve a sério, se aproveite e disso saia uma grande palhaçada”, brinca Valentim.

Enquanto jovens atores desbravam a arte clown, o público catarinense já está acostumado com grandes palhaços. O Teatro Biriba faz sucesso e só em Itajaí passou um ano em temporada. Ano passado Florianópolis sediou o Anjos do Picadeiro – Encontro Internacional de Palhaços.

Linguagem do palhaço como ferramenta de estudo

Embora tenha antecessores, como os palhaços interpretados por Guilherme Peixoto, da Companhia Mútua, e Sebastião Oliveira, o Seba, só em 2008 foi criado um grupo específico de clown em Itajaí. Charles Augusto, de 24 anos, e a colega Ana Peres Batista fundaram o Laboratório Experimental de Gargalhadas, Urros, Música Etc..., o L.E.G.U.M.E Palhaços. A dupla trabalha em Itajaí e Blumenau, com espetáculos e intervenções nas ruas. No último fim de semana de maio deste ano, o L.E.G.U.M.E. iniciou um grupo de estudos em Itajaí para se aprofundar na linguagem do palhaço. Ospália – Coletivo de Palhaços em Pesquisa, reúne 15 pessoas todos os fins de semana até agosto na sede do grupo teatral Porto Cênico. O ator James Beck, de Blumenau, foi convidado para orientar o grupo.

“O movimento está se iniciando. As pessoas começaram a estudar de dois anos pra cá”, comenta Charles Augusto. O ator se refere à primeira oficina de clown em Itajaí, com Pepe Nuñez. O próprio Charles, depois de fazer a oficina, vislumbrou o palhaço como profissão.
Palhaço é pra adulto

É noite de quarta-feira, dia 03 de junho, no Teatro Municipal de Itajaí. O palhaço Pepe surge da ultima fileira, apressado e carregando um guarda-chuva aberto. Até chegar ao palco vai pedindo passagem entre as poltronas. Muitas crianças fazem parte da plateia. Hoje elas são um grande público “consumidor” de palhaços, mas a arte do clown é bem mais adulta do que muita gente pensa. Ela não foi feita para os pequenos. “Basicamente, o palhaço é um crítico da ordem estabelecida e mostra o lado oculto (...) só que faz isso através do riso, da poesia, do lirismo”, explica Pepe Nuñez.

A intenção é rir de si mesmo, dos erros e bizarrices que tentamos esconder em público. O palhaço pode ser considerado símbolo da pobreza e do atraso do sistema econômico e social. As roupas desconcertadas no tamanho mostram que foram doadas por alguém maior ou menor que o palhaço. O nariz ficou avermelhado depois de tanto se embebedar. E é esta decadência e vulnerabilidade que atrai tanta gente para arte do Clown. A curiosidade sobre esta arte milenar hoje é tendência mundial.

Pepe, com seus 25 anos de experiência como palhaço, trabalha nas oficinas o crescimento pessoal e o autoconhecimento dos alunos. Conta que muitos atores chegam armados, tentando interpretar um personagem já escrito. Mas, o palhaço é natural. É a busca pelo próprio lado cômico.

A atriz Laura Correa é formada em Buenos Aires em Artes Cênicas e Cinematográfica. Ministrou duas das quatro oficinas de clown em Itajaí. “Para mim, o clown é uma liberdade expressiva para o ator”. Para Valentim Shmoeler, o ator quando interpreta um bom palhaço está no auge da profissão, tamanha é a dificuldade de se construir e atuar como clown.

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

AEROSTATO no ENTER SESC de Itajaí

Olá amigos!

Intervenção Urbana com Palhaço – AEROSTATO
Av. Beira Rio (Praça Genésio Miranda Lins)
Dia 02/02, Quarta, às 20h.
Ingresso Gratuito.

AEROSTATO e intervenção urbana com palhaço


Sinopse: o palhaço Pimentão vive suas intervenções urbanas, na busca de maior humanização e encantamento do cotidiano, através da relação direta com o público.
Logo em seguida o palhaço apresenta a performance:
"Aerostato".
Onde a voar pela poesia e ludicidade o palhaço, junto com o público, descobre o poder de criar e transformar o que nos cerca e o valor da despedida. Por alguns momentos o palhaço pousa nos olh-ares da platéia. Para logo em seguida seguir seu vôo em busca de novos olh-ares.

Classificação: livre.
Atuação: Charles Augusto
Direção: Charles Augusto
Fotos: Jô Fornari

Imperdível.

Grande abraço e até lá

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Ida ao Anjos do Picadeiro


O Ospália esteve bem representado lá no Rio de Janeiro no Anjos do Picadeiro...


Fomos eu (Charles) e ele (Renê). Cada um vez uma viagem diferente, hospedados em lugares diferentes, voltando em dias diferentes. Com opiniões diferentes. Comportamentos diferentes. Mas, os dois, ávidos por conhecer. Conhecer o Rio de janeiro, conhecer novos palhaços e novas maneiras de palhaçar. Num encontro que concentra em alguns dias inúmeros encontros alguns em formatos mínimo outros maiores. Uma conversa rápida com alguém que nunca imaginavas encontrar ou então vários palhaços invadindo a praia com um pato inflável gigante. Uma troca de olhar ou uma palhaceata super barulhenta e anárquica. Comer uma tapioca ou ser cobaia de uma malabarista com facas.


Fizemos oficinas eu com Ângela de castro, ele com Amanda Crockett. Conheci pessoas de Cuiabá, Salvador, Caxias do Sul, Jacarépagua, São Paulo, Niterói, Londres...isso só na oficina.


Conheci o Rio com seus museus, teatros, centros culturais, sua informalidade, sujeira e uma certa rispidez em alguns rostos. Em qualquer momento uma REVOLUÇãO. Pensando no efeito borboleta, começamos bem a Revolução com um monte de palhaços. O que dará isso passando pelo efeito Borboleta?



Reencontrei amigos de outros encontros.


Me desencontrei com minha carteira. Que ficou na cidade que é purgatório da beleza e do caos.


Programação intensa em vários espaços Cinelândia-Largo da Carioca-Largo de São Francisco-TeatroGlauceRocha-TeatroNelson Rodrigues-Teatro Carlos Gomes-Fundição Progresso-Teatro Escola do SESC-Praia de Ipanema-entre outros.


Saudades de momentos deixados em outros lugares...


Queremos apresentar eu e Renê. Show de calouros não deu, pois as vagas estavam preenchidas.

Mas tem o Palco Aberto lá no largo São Francisco. E nos inscrevemos cada um com seu número. Eu com o AEROSTATO, ele MOSTRANDO AS CANELAS. Tempo reduzido pois a programação estava atrasada tivemos que cortar nossos números e apressá-los...Uma pena! De qualquer maneira rolou. Alguns retornos positivos, nada de outro mundo.


E de quebra dentro do OVERdose apresentei junto com meus colegas de oficina No espetáculo de Gala do Anjos. fazendo figuração para os palhaços da banda Roda Gigante, Para o palhaço Mussarela e para Amanda Crockett tudo isso sobre a batuta de Ângela de Castro. EMOCIONANTE!


pra finalizar...festa com a Orquestra Voadora e novos encontros ainda nos últimos momentos!!!


Mais alguns dias no Rio e voltamos à Santa Catarina... e Ospália continua...


Novos frutos virão... Está sendo plantado agora... Com adubo de momentos vividos e vívidos.